Archive for Junho, 2011

h1

Padrões, texturas e outras arquitecturas II | Patterns, Textures and and Arquitectures II

15 Junho, 2011

Hotel Termas – Curia

Casa Palafita – Póvoa de Santa Iria

Antiga Fábrica, Praia Ribatejo

Casa no Parque Nacional Pena Gerês

Anúncios
h1

Graciphoto 15

10 Junho, 2011

 

h1

Sacarrabo | Egyptian Mongoose

1 Junho, 2011

Manguço ou Mangusto são nomes vulgares de um mamífero do género Herpestes que engloba duas espécies : o Herpestes ichneumon de origem egípcia e o Herpestes edwardsi de origem indiana. Em Portugal e no sul de Espanha foi introduzida a primeira espécie que entre a população é mais conhecido por Sacarrabo. No antigo Egipto foi considerado um animal sagrado. A outra espécie, o Manguço cinzento, um pouco mais pequena, foi introduzida em Itália na década de 60 do séc. XX.

O Sacarrabo é um carnívoro que tem como principal fonte de alimentação os coelhos e lebres jovens. É por isto que os caçadores e os responsáveis pelas reservas de caça tentam reduzir e, se possível, eliminar as suas populações. Numa análise à sua dieta podemos concluir que é um generalista pois também come peixes, insectos, anfíbios e repteis. Uma das suas características mais curiosas, e muito valorizada em África, é o de ser resistente ao veneno das cobras. Neste continente vive junto de zonas urbanas onde é aproveitado como animal quase domesticado para afugentar as cobras venenosas das habitações.

O Sacarrabo tem ainda outra característica interessante. Na nossa fauna é o único carnívoro com actividade diurna e nocturna. Todos os outros têm apenas actividade nocturna.

Apesar de ser vulgar em algumas zonas da sua área de distribuição o Sacarrabo não é visto com facilidade. Isto acontece porque geralmente vive em matagais e evita deslocar-se em terrenos com fraca cobertura.

Por vezes são avistados vários indivíduos em fila indiana. É quase certo que se trata de uma fêmea tendo atrás de si a respectiva prole. Os machos adultos movimentam-se sozinhos. O exemplar das imagens andava a marcar com urina os limites do seu território. A conclusão é evidente: um macho.

Sacarrabo


Sacarrabo


Sacarrabo

%d bloggers like this: