h1

Orquídea | Orchid – Limodorum abortivum

29 Fevereiro, 2012

Já aqui referi que um dos grandes especialistas em orquídeas portuguesas é o professor belga Daniel Tyteca.

O seu livro “The Orchid Flora of Portugal”, encontra-se, infelizmente, esgotado. Embora não se trate de um guia nele são apresentadas todas as espécies de orquídeas portuguesas no que respeita à sua distribuição, diversidade, taxonomia, estatuto de protecção, etc. Algumas espécies são comentadas em pormenor enquanto outras não tiveram esse privilégio. A Limodorum abortivum está entre estas últimas embora seja classificada como “Rara de baixo risco”(LR-lower risk) e “quase ameaçada”(nt-near threatened).

Comecemos por esclarecer que há quem considere que o designativo “abortivum”reside no facto de a planta provocar abortos se for comida por fêmeas grávidas de herbívoros. Penso que isto não é verdade e sei que a explicação é outra. O termo teve origem no aborto das suas folhas que ficam reduzidas a baínhas semelhantes a escamas.

O género Limodorum engloba duas espécies: a L. abortivum e a L. trabutianum. Antes da floração a parte aérea destas orquídeas assemelha-se visualmente a um espargo. Isto acontece porque o caule é erecto, arredondado, de cor violeta ou pardacenta e embaínhado por folhas do tipo brácteas. As duas espécies são muito parecidas mas quem saiba identificar o esporão distingue-as fàcilmente. O da trabutianum é rudimentar ou quase imperceptível e o da abortivum é direito ou ligeiramente arqueado,descendente e pode ultrapassar os 15 mm de comprimento. Além disso, aquela tem o labelo inteiro, espatulado ou ligeiramente convexo enquanto o desta é articulado, côncavo e com dois lóbulos laterais.

Há registos da presença da L.abortivum no Algarve, no Alto Alentejo (Évora e Portel), Estremadura (Cascais, Alcobaça…), Ribatejo e Tràs-os-Montes(Macedo de Cavaleiros). Sobre o Ribatejo o livro de Tyteca apenas refere a sua existência em Monsanto no concelho de Alcanena. Mas a sul do Tejo, em Tramagal, no concelho de Abrantes, há também uma pequena população que já foi assinalada na 1ª edição desta página em 2002.

Volvidos nove anos volto com imagens dessa população porque pela primeira vez encontrei uma planta com as flores bem abertas.

Limodorum abortivum

Limodorum abortivum

Limodorum abortivum

O meu contentamento foi ainda reforçado com a presença de um insecto não identificado. Um visitante que mais me pareceu um residente. Apesar de nunca ter saído de uma das orquídeas só consegui fotografá-lo com a ajuda de um amigo. De facto sempre que me aproximava com o equipamento ele deslocava-se e escondia-se do outro lado da planta.

Alguém sabe identificar este pequeno escaravarelho de dimensões idênticas às do escaravelho dos espargos?

Limodorum abortivum

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: