Archive for the ‘Coisas da Nossa Terra’ Category

h1

Máscaras | Masks

15 Julho, 2013

Em meados de Maio de 2012 realizou-se em Lisboa o VII Festival de Máscaras Ibéricas. A participação dos nossos vizinhos espanhóis foi muito superior à portuguesa. Após a concentração dos diversos grupos na Praça do Município teve lugar um desfile por diversas ruas da baixa pombalina. Creio que iria haver nova concentração na Praça da Figueira a que já não assisti. Devo dizer que dada a variedade de trajes e a intervenção do público presente a identificação de alguns grupos não ficou por mim garantida.

Entre os portugueses saliento a presença dos Caretos de Lagoa, Mira, uma tradição pagã do Entrudo que rivaliza com as que encontramos em Tràs-os-Montes. Eis algumas imagens.

Caretos

Caretos

Caretos

Caretos

13.07.15.03 Careto de Lagoa Mira 03

Caretos

Caretos

Caretos

PS – Em Maio do corrente ano o Festival de Máscaras Ibéricas, o VIII, voltou a realizar-se em Lisboa.

Anúncios
h1

Coisas da nossa Terra | Things of our homeland – Constância III

1 Maio, 2013

No Parque Ambiental de Santa Margarida – PASM – uma das principais atracções para as crianças é ver os patos e os peixes a partir da plataforma em madeira sobre a água.

A ver peixe

A ver os peixes e patos do PASM

E se levarem bocadinhos de pão para lançar à água…

13.05.01.02 Pão para os peixes do PASM

Pão para os peixes do PASM

Terão o prazer de assistir a uma autêntica corrida entre peixes e patos que se esforçam por conseguirem alguma comida.

Carpas e pimpões constituem o cardume. Mas na água ou perto dela também se podem ver rãs, libélulas e libelinhas e até galinhas de água.

Carpa em águas do PASM

Carpa em águas do PASM

13.05.01.04 Rã em águas do PASM

Rã em águas do PASM

Com a panorâmica proporcionada por um belo poleiro, e com a sua habitual quietude, é bem vulgar que toda a cena seja presenciada por uma Garça-real.

Garça-real

Garça-real

h1

Coisas da Nossa Terra | Things of our homeland – Constância II

15 Fevereiro, 2013

Não podemos, ou pelo menos não devemos, falar do concelho de Constância sem referir o seu principal polo recreativo e ambiental,  o PASM (Parque Ambiental de Santa Margarida) situado na freguesia de Santa Margarida da Coutada na parte Sul do referido concelho (margem esquerda do rio Tejo).

Segundo o sítio da Câmara trata-se de um espaço lúdico-pedagógico que dispõe de equipamentos didácticos nas áreas das ciências naturais e do ambiente destinados há realização de actividades de educação ambiental. Na imagem seguinte pode ver-se uma planta do PASM com a localização das suas principais estruturas.

Planta do PASM

Planta do PASM

Uma delas é o edifício principal onde além da recepção dispõe de uma pequena loja de artigos artesanais, de uma ecoteca e de acesso ao ciberespaço.

 Edifício principal do PASM

Edifício principal do PASM

Com esta combinação de meios num lugar aprazível e de fácil acesso não é de estranhar que as suas actividades,coordenadas pelo engenheiro Tiago Lopes, sejam bastantes procuradas por todas as escolas do país e pelas mais diversas associações. De salientar os passeios pedestres ao longo de todo o ano, a participação nas actividades da Ciência Viva, as actuações da banda de Montalvo onde dá gosto ver tantos jovens músicos, a realização de feiras com plantas aromáticas e medicinais, os ensaios e palestras no anfiteatro ao ar livre, etc, etc.

Banda de Montalvo no PASM

Banda de Montalvo no PASM

Ensaio no anfiteatro do PASM

Ensaio no anfiteatro do PASM

h1

Coisas da nossa terra | Things of our homeland – Constância I

15 Novembro, 2012

Coisas da Nossa Terra é um novo tema abrangente exclusivamente dedicado a Portugal.

Planeio nele incluir várias manifestações da nossa sociedade como sejam festas, procissões, romarias, costumes, actividades turísticas, artesanato e até simples paisagens e ambientes locais. No fundo será um pequeno roteiro da minha passagem por um determinado local ou região.

Escolhi para abertura um dos mais pequenos concelhos do país, o concelho de Constância. Para mim é grande, porque foi nele que pela primeira vez foram expostas algumas das minhas fotografias.

O concelho tem cerca de 8000 ha distribuídos por três freguesias – Constância  Montalvo e Santa Margarida da Coutada – onde vivem cerca de 3800 habitantes. Constância ascendeu a vila em 1571 por determinação de D. Sebastião e até 1836 era conhecida por Punhete.  A parte urbana da sede do concelho está situada na margem direita do rio Tejo junto da foz do rio Zêzere cuja margem esquerda forma o seu limite a Oeste.

Constância – Vista Geral

Nesta imagem pode ver-se em primeiro plano a ponte sobre o rio Tejo e a meio do lado esquerdo a ponte sobre o rio Zêzere. Esta localização peculiar permitiu que as suas actividades se tivessem desenvolvido em torno destes dois grandes rios,quer quando estes constituíram as principais vias de comunicação e lugares de eleição para a faina da pesca, quer agora como zonas de lazer e suporte de desportos náuticos. O Príncipe dos Poetas, o grande Camões, terá aqui vivido e pode ser lembrado na Casa Memória de Camões. Os amantes dos astros têm no alto de Santa Bárbara um excelente local para praticarem o seu hobby, o Centro de Ciência Viva de Constância também conhecido por Parque de Astronomia.
A festa mais importante do concelho, já com uma tradição de 200 anos, é a Festa de Nª Senhora da Boa Viagem. Festa anual, ligada ao rio, cujo dia mais importante envolvendo a bênção das embarcações, ocorre na segunda-feira a seguir ao Domingo de Páscoa.
Aqui ficam algumas imagens.

Campo de papoilas

Além do campo de papoilas temos ao fundo do lado direito a Igreja Matriz de Constância e do lado esquerdo as chaminés da Caima. Pelo meio fica “apenas” o rio Tejo.

Constância – Zona urbana

Festa da Nossa Senhora da Boa Viagem

Festa da Nossa Senhora da Boa Viagem

Voltaremos ao concelho de Constância para falar do Parque Ambiental de Santa Margarida (PASM).

%d bloggers like this: